Capricho, tendência ou identidade? Lumbersexual.

 

Foi há pouco tempo que o dicionário urbano lançou a nomenclatura para uma nova tendência masculina.

Lumbersexual é o novo código, segundo os especialistas.

Segundo a descrição refere-se a uma procura de um novo macho “alfa” com as características típicas dos homens de trabalho que residem no campo, mas com uma cultura actual citadina e apreciadores de gadgets. Uma espécie de lenhador com tablet na mão em vez do machado.

Apreciadores de actividades no campo ou ar livre, por norma usam barba, vestem ganga, camisas xadrez de flanela, couro, de uma forma descontraída mas sempre com um estilo muito marcado. Ponchos, mantas ou parkas também são “aceites”. A mochila (preferencialmente de pele ecológica) e as botas são obrigatórias.

Dizem que são mais tranquilos, aventureiros, robustos, com preocupações ecológicas, apreciadores de comida modesta feita em casa e de programas de fim de semana alternativos. A revista Cosmopolitan chega a referir que se está a ter uma relação com um lumbersexual considere-se uma sortuda!!

Mas a história não ficam por aqui, e a confusão está instaurada.

Isto porque enquanto se tenta encontrar novos rótulos ou códigos masculinos, a revista Behavioral Ecology, lança a polémica com um estudo sobre o que as mulheres preferem:

–       homens sem barba. (a selecção recente da revista People reflecte esta tendência).

–       um físico magro sem estar demasiado musculado.

E adiantam num outro segmento que as mulheres até preferem alguma “gordurinha” porque é sinónimo de saúde.

Como considero que todas estas tendências são mais espelho de uma identidade colectiva que individual, considero que todo o rótulo é redutor.

O que quer que usem, que o façam com gosto e até acredito que deve haver quem ache muita graça. Eu até temo experimentar os perfumes que venham a surgir para dar resposta a esta nova moda. 😉

E vocês o que acham?

 

2 Comments
  1. Olá Raquel,

    Iniciamos a distribuição em Portugal dos Damn Heels (www.damnheels.eu ).

    Gostava que “desse uma olhada” e me dissesse o que pensa.

    Obrigado
    Miguel
    (Um homem preocupado com os Saltos das Mulheres

Leave a Reply

Your email address will not be published.