NÃO SOU A SUPER MULHER – A BARREIRA DO TEMPO

tumblr_mvy0v1xRXX1r34ptfo1_1280-1

Uma das minhas maiores preocupação, nos últimos tempos, tem sido a gestão de tempo.

Perante a imposição dos dias, não sei se o meu compasso de tempo aprendeu este novo batimento, ou a minha organização “implacável” perdeu características e está simplesmente a afundar-se confrontada que está com um aumento, tão grande, de exposição a novos e multiplicados elementos.

Sim, sempre me prontifiquei para quase tudo, e hoje, ontem, a semana passada, não consegui cumprir os objectivos a que me tinha proposto.

Para mim, é um transtorno, e mesmo motivo para uma irritabilidade incontornável e extemporânea.

Acredito, que nenhum de nós está preparado para esta velocidade. Em vez de um tempo de lugares e é, cada vez mais, um tempo de instantes, e mais breves.

A pressa é inimiga da perfeição (apesar de que a chamada perfeição tem tanto de desejada como de inatingível), mas que para mim, é sempre o principal objectivo. Chegar lá perto. Rasar uma imagem pretendida. A sensação de missão cumprida e a descoberta do que posso melhorar para a próxima vez.

O reboliço que sinto actualmente penso que é transversal … a velocidade, a pressa. Temos de nos adaptar constantemente às “novidades” que nos são impostas. Porque temos 2 a 3 profissões, paralelamente à vida familiar e pessoal.

Quem sai a ganhar?

Sinceramente, não sei. Temo que nada, nem ninguém!

Eu, assumo, ressinto-me com esta nova versão de tempo.

Não é o meu.

O que me faz apurar a emoção, tão patriota, de ter saudades, muitas, do tempo em que o tempo, não pautava o meu lugar.

Raquel

Imagem de Carlos Ramos para FLASH Mag

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.