Continuo a achar que não vale tudo!

2015-04-12-0.jpg-2

 

Sim eu sei que parece, de há uns tempos a esta parte, que somos o País dos Humoristas. Que uma grande maioria se acha tão à frente que tudo o que fazem vem impregnado da sua noção “sui generis” de Humor. Basicamente, acham tudo é permitido e que de tudo conseguiram uma perspectiva “out of the box”, que penso muito os orgulha.

Mas não deveria de ser assim.

Há uma responsabilidade em todos os nossos actos e sobretudo em meios de divulgação massiva, têm de existir filtros. O primeiro dos quais devia ser o bom senso e o senso comum, o segundo é uma premissa muito simples: Como reagiria e quais seriam as consequências se fosse eu o visado?

É claro que neste caso, grave, ninguém pensou nas consequências do argumento, falacioso, da “brincadeira” … e não meus senhores, continuo a achar que não vale tudo!

Fico, verdadeiramente, triste e desiludida com coisas destas num meio que foi o meu, onde cresci, onde aprendi a ser mulher e a cimentar os meus valores.

Acho que situações destas não deveriam ficar impunes e também acho que perante aberrações despropositadas e perigosas, como é manifestamente o caso, deveria haver consequências proporcionais à anormalidade que esta situação representa.

É violento. É violência gratuita.

E que em certas idades pode trazer consequências irreversíveis.

Não coloquei a imagem que ontem passou por todas as redes sociais propositadamente.

 

Raquel

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.