O Portugal de ontem e hoje: somos campeões.

13615447_10154432206487164_1495726949307740197_n

 

Quero escrever sobre a vitória de Portugal.

De todas as vezes que fomos olhados de lado pelos países da EU (e resto do mundo.). De mais algumas que tive de explicar que não somos Espanha. De todas as outras que me reviraram os olhos quando falei da nossa importância na era dos Descobrimentos.

Hoje, que tento falar da vitória de Portugal sinto um nó na garganta tal a emoção e privilégio de assistir que SOMOS portugueses. Com defeitos, qualidades. Mas que ontem conseguimos ultrapassar o que acharam que era impossível.

Após a dualidade de critérios do arbitro em campo, ao anti-desportivismo de lesionar o melhor jogador do mundo, ao culminar na bela Torre Eiffel preparada com as cores de França, não me restam muitas dúvidas.

Ontem um grupo de rapazes com a nossa bandeira ao peito deram-nos uma lição.

Ontem deram o exemplo que é possível vencer a corrupção instalada, com trabalho e perseverança.

Ontem provaram que somos do tamanho dos nossos sonhos e que eles são grátis e realizáveis com esforço.

Ontem vi com esta vitória que vale a pena acordar na segunda de manhã, porque há a grande possibilidade de ser um dia feliz.

Ontem senti a essência portuguesa, a preocupação de que quando estamos unidos não existem estratos sociais, cores, culturas, partidos, idades, ou distancias que nos façam separar.

Ontem senti que há um Portugal que teima em esconder-se tantas vezes em queixumes a culminar num “vai-se andando”, e que pode ser diferente.

Ontem um grupo de rapazes com a nossa bandeira no peito, orgulharam um povo inteiro e, com dignidade, estão a mudar-nos pela positiva. É nisso que quero acreditar, é isso que sinto hoje e espero renovar amanhã.

A eles (todos sem excepção porque são uma equipa!!) um MUITO OBRIGADA por mudarem o nosso Portugal.

Vénia!

 

 

 

 

 

 

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.