PERFIL | Patti Smith

Patricia Lee Smith
71 anos
Americana

Escrever sobre a Patti Smith é uma responsabilidade. São 71 anos de história que ficará para sempre, de alguém que, melhor do que a maioria, sabe o que fazer com as palavras.
Poeta, cantora, fotografa, compositora, musico, artista – definições que se lhe podem aplicar, todas ao mesmo tempo, se assim quisermos.
Associa-se-lhe o cognome de “poeta do rock”. Ela, que trouxe o lado feminino, feminista e intelectual ao Punk. Ela, que se tornou uma das mulheres mais influentes do Rock and Roll.

Esta história de vida, em particular, não começa com Patti Smith a acordar num mar de notas. Pelo contrário. Esta história começa com uma jovem Patti, sozinha, nas ruas de Nova Iorque, a vender colares e peças por ela elaboradas, para conseguir pagar um quarto (quando dava) no Hotel Chelsea. Mítico, o Hotel situado entre a sétima e a oitava avenida, assim o é por ter acolhido as maiores estrelas do cinema e da música de todos os tempos.
Estávamos em 1967 e um tal de Robert Mapplethorpe aparece na sua vida. Durante muito tempo foram os apaixonados, os cúmplices, os melhores amigos, uma vida a dois em que sobrevivia mais do que se vivia. Dias a pão e café. Dias com frio. Dias sem dinheiro. Dias sem rumo. Patti escrevia. Ia escrevendo. Porquê? Porque lia e as palavras iam saindo… Em verso… Sem qualquer propósito.


O ponto de viragem? Um vão de escada. A Patti junta-se Jim Morrison, que lhe diz: “Sabias que podes acrescentar uma guitarra à poesia?”. Assim foi. Chegaram os finais dos anos 70 e era inevitável. O movimento contra cultura que se vivia, com o Woodstock à perna, empurraram-na para os bares, onde se cruzou com Jimi Hendrix. Não lhe faltou mais nada, depois disto. Em 75 surge “Horses”, um hino de época cantado ainda hoje.

Hoje. Hoje continua a dar concertos, a pregar a sua palavra em cada sala, a escrever livros de pura genialidade. Triste será o dia em que o pano se fecha e não é para encore.

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.