Porque estará Norman Parkinson sempre na moda?

Tudo começou em 1939, quando fotografou a modelo Pamela Minchin para a Harper´s Bazaar. Foi aí que percebeu que ser fotógrafo era aquilo que queria fazer para o resto da sua vida.

A exposição de Norman Parkinson “Sempre na Moda” conta com 80 fotografias, captadas durante cinco décadas, que mostram o seu percurso. Perpetuou figuras como Elizabeth Taylor, Yves St Laurent e Beatles.

Esta exposição mostra-nos imagens que vão desde o pós-guerra dos anos 30 na Grã-Bretanha até aos anos 70 e 80, bem como fotografias absolutamente incríveis que vieram mudar em muito o universo da fotografia de moda no século XX.

Com 56 anos de carreira, o fotógrafo revolucionou a fotografia quando optou por deixar de fotografar modelos femininos em ambientes estáticos e controlados, como as sessões que habitualmente conhecemos dos estúdios de fotografia. O seu objetivo era fotografar modelos em ambientes mais naturais, simples e espontâneos. Ao adotar este novo estilo na fotografia, diferente do estilo da época, despertou a curiosidade das mais diversas revistas de moda, como por exemplo a Harper´s Bazaar, a Vogue e a Town & Country. Esta curiosidade por parte de tantas revistas traduziu-se num enorme reconhecimento a nível internacional.

Sempre a reinventar-se – a ele e ao seu estilo -, de fortempos e todas as gerações. As fotografias criaram um marco tão grande que nasceu uma nova era, a das supermodelos, o que acabou por fazer dele o fotógrafo de eleição de designers de moda, da realeza britânica, de vários artistas e, até mesmo, de escritores e estrelas de música e de Hollywood.

Parkinson não passa de moda. Todas as suas fotografias, passem os anos que passarem, são intemporais.  Morreu aos 77 anos, em 1990, mas as suas fotografias icónicas, sempre tão leves e originais, ficam para sempre nas nossas memórias.ma a poder acompanhar todas os 

 

Norman Parkinson

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.