Met Gala 2019

Notes on Camp. Se estávamos na sombra até agora, depois de ontem, deixamos de estar. Até porque os brilhos da passadeira cor-de-rosa deixaram-nos completamente encadeados. Como reza a lenda, é na primeira segunda-feira de Maio que temos a aguardada Met Gala, cerimonia que se dá no Metropolitan Museum of Art, em Nova York.

Apesar de ser das noites mais aguardadas do ano para os fashion maniacs, este é um evento que não deixa ninguém indiferente. A noite começa com um cocktail, onde os convidados passeiam na passadeira e exploram a nova exposição, antes de se sentarem para jantar e verem apresentação da noite, este ano pela cortesia de Cher.

Cada exposição tem um tema e os seus exclusivíssimos convidados têm que ir vestidos a rigor máximo. Andrew Bolton, curador do Costume Institute, organizou a exposição em torno do ensaio “Notes on Camp”, escrito por Susan Sontag em 1964. Um ensaio que outrora fora disruptivo, hoje é mais oportuno e atual do que nunca.

Em termos práticos? “Camp” é um termo associado ao exagero, à exuberância, à cultura gay e aos drag queens. Estes temas discutidos por Susan Sontag nos 58 pontos do seu ensaio, onde define “Camp” como sendo um fenómeno estético diferente de todo o resto. Bastante revolucionário para a altura, não acham?

Tema escolhido e o resto foi história. Anna Wintour disse em Fevereiro “Basically, we go from sun kings to drag queens”. E assim foi.

Agora vamos ao que interessa. Os looks. Siga.

 

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published.